Festa Rio de Janeiro

Bel 4 anos

Eu sou suspeita pra falar da Bel porque eu tenho um carinho enorme por esse manina desde que ela era um bebezico tchuco recém nascido. Ela e a mãe Mariana foram uma das minhas primeiras referências dentro da humanização do parto porque foi o primeiro relato que ouvi quando pisei no Ishtar, um grupo de gestantes em prol do parto humanizado. Acabei inclusive optando pela mesma equipe da Mari pro parto do meu filho. Isso já se vão 4 anos. Desde então a vida já nos uniu em outras situações fora do cenário do parto, como por exemplo, a Bel e meu pequeno foram coleguinhas de escola num período em que eu saía da Barra pra Tijuca com bebê e lap top debaixo do braço e passava o dia editando e trabalhando dentro da escola do meu filho, do lado da salinha da Bel. Toda hora eu passava por ela e dava um "xêro" e um "garro". Acompanhar a Bel crescendo está sendo uma delícia, ela sempre me surpreende. Que criança, ao invés de escolher a festa da Cinderella, escolhe a festa da Gata Borralheira? Pois é, a Bel.