Gestação Rio de Janeiro - RJ

Esperando Maya

Esse mundo de maternidade e humanização me trouxe pra perto de pessoas muito especiais. Eu conheci o Thiago das rodas de maternidade ativa, criação com apego, API, que eu frequentava quando tinha recém tido meu primeiro filhote, há 7 anos. De lá pra cá ele criou o Paizinho, Vírgula e faz videos e podcasts que sempre assistimos aqui em casa. Através do Thiago eu conheci a Anne. Através do mundo ovo da humanização eu vi aqui de longe ela parir dois filhos em casa. De lá pra cá a humanização foi nos aproximando até que ano passado a Anne me escolheu pra registrar a chegada da Maya, sua terceira filha em casa. Foi uma delícia ser convidada a fazer parte dessa história, mas ela não podia deixar de ser registrada desde a espera. E foi assim que a gente foi pra um lugar de verde e com parquinho pra botar a criançada pra brincar muito enquanto a gente eu captava aquelas fotos que refletissem a essência de quem eles são de verdade. Espero que eles se vejam muito nessas fotos!


Agora pausa para meu momento tiete/me gabando: ano passado eu tive a surpresa de ser convidada a integrar o Coletivo de Mães Ilustradoras do qual a Anne já fazia parte. Ela é uma artista plástica de mãos cheias que eu admiro muito e o Coletivo só tem muié sinistra assim, que usa arte e tinta pra dar recado importante, feminista, materno, ativista. Agora imagina: eu lá (sim, eu tb pinto!)! Fiz dancinha da alegria, dei gritinho e morri de medo de fazer feio no meio de tanta mulher talentosa e foda. Enfim, fizemos uma exposição juntas e eu até vendi um quadro! E esse foi um dos pontos altos do meu 2018. Pronto. Era só isso mesmo! Quem quiser conhecer esse meu lado handcraftzero que pinta, faz lettering, macramê, bordado e mais um monte de coisa, segue lá no insta @gaiafolkatelie.